Especialistas alertam sobre antecipar o FGTS e quando vale a pena

Powered by WP Bannerize

32

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um direito trabalhista inalienável, presente na vida de todos os trabalhadores com carteira assinada. Afinal, ele é um importante fundo de poupança criado com o objetivo de proteger o trabalhador em momentos de demissão sem justa causa, aposentadoria, falecimento do empregador e outras situações previstas em lei.

No entanto, a organização também oferece uma faceta menos conhecida, que pode ser uma ferramenta valiosa para quem precisa de recursos financeiros imediatos: a antecipação do FGTS. Esta modalidade de empréstimo permite ao trabalhador sacar parte do saldo de seu FGTS antes da data de aniversário do benefício, por meio de instituições financeiras licenciadas.

“Para determinar se a antecipação do FGTS é a escolha certa, é crucial avaliar os prós e contras, bem como os cenários em que esta alternativa se mostra vantajosa”, alerta André Oliveira, CEO da rede de franquias de soluções financeiras CredFácil.

Vantagens e desvantagens

  • Acessibilidade: O processo de contratação é simples e ágil, uma vez que o banco utiliza o próprio FGTS como garantia de pagamento.
  • Taxas de juros competitivas: As taxas de juros associadas à antecipação do FGTS geralmente são inferiores às de outras modalidades de empréstimos.
  • Pagamento facilitado: As parcelas do empréstimo são deduzidas diretamente da conta do FGTS, o que torna o controle financeiro mais simples.
  • Perda de rentabilidade: O saldo do FGTS rende aproximadamente 3% ao ano, e antecipar o saque significa abdicar desse ganho.
  • Limitação no saque-rescisão: Se o trabalhador for demitido sem justa causa, ele somente poderá sacar o saldo do FGTS referente às competências anteriores ao empréstimo.

Quando vale a pena?

A antecipação do FGTS pode ser uma solução valiosa para muitos, mas só vale a pena quando bem planejada e em circunstâncias apropriadas. “Para tomar uma decisão financeira consciente, é essencial avaliar sua situação pessoal”, diz Oliveira. Veja algumas situações onde antecipar o FGTS é uma boa alternativa:

  • Quitar dívidas: Quando se está lidando com dívidas de alto custo, como as do cartão de crédito ou cheque especial, a antecipação do FGTS pode ajudar a reduzir o valor das parcelas e economizar em juros, além de melhorar o histórico de crédito.
  • Realizar um sonho: Para alcançar um objetivo, como comprar um carro, uma casa ou fazer uma viagem, a antecipação do FGTS pode ser usada para financiá-lo. No entanto, é crucial garantir que o valor do empréstimo seja suficiente para cobrir as despesas e que se tenha condições de pagar as parcelas.
  • Investir em um projeto: Se você possui conhecimento em investimentos e acredita que pode obter um retorno superior à taxa de juros do empréstimo, a antecipação do FGTS pode ser uma opção para aumentar o patrimônio.

“Entretanto, antes de tomar qualquer decisão sobre a antecipação do FGTS, é vital considerar os seguintes fatores: avaliar a real necessidade imediata do dinheiro e comparar as taxas entre credoras e outras modalidades de crédito”, finaliza André.

Sobre a CredFácil:A CredFácil foi criada em 2004 pelo empreendedor André Oliveira, o grupo atua no ramo de empréstimos e financiamentos consignados com a missão de oferecer soluções financeiras a todas as pessoas que necessitam de crédito. Atualmente o grupo possui 1020 unidades em operação espalhadas por todos os estados do Brasil.

Deixe uma resposta