Vereadores de Barão e Santo Antônio propõem liberação de espécies de peixes na lei de transporte zero

117

Foto: Assessoria

O vereador de Barão de Melgaço, Francisco O. da Silva, o Dennas (PSDB) e Miguel José dos Santos (PSD) de Santo Antônio de Leverger apresentaram propostas para a redução do impacto financeiro, que afetou a categoria de pescadores profissionais das duas cidades, após aprovação da nova lei estadual 12.434/24, que proíbe o transporte de pescado em todos os rios de Mato Grosso. Os vereadores entendem, que o governo pode amenizar as normativas da lei liberando pelo menos algumas espécies de pescados, como o tucunaré, pirarucu, matrinxã, trairão, peraputanga e cachara.

Segundo Denas, o assunto foi debatido nesta quinta-feira (29), com o secretário Chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, que deve levar as propostas para avaliação do governador Mauro Mendes (União Brasil). A reunião foi articulada pelo deputado estadual, Wilson Santos (PSD) e contou com as presenças dos representantes dos pescadores de Mato Grosso, Moacir Bento Ribeiro (Colônia Poconé, Z -11), Elza Bastos Pereira, presidente da Federação dos Pescadores e Mato Grosso, além do Biólogo e Ecólogo, Francisco A. Machado.

“Barão, Santo Antônio e demais regiões estão afetados com essa lei, por isso, propomos algumas mudanças sugestões importantes que o governo pode ceder e atender as necessidades de centenas de famílias que vivem da pesca”, justificou Denas.

 

Deixe uma resposta