Fórum de energia elétrica em Cuiabá vai abordar novas tecnologias ente os dias 26 e 27

20

Foto: Ager-MT

Chamado de Fórum GD Centro-Oeste, o evento, que está em sua 24ª edição, será realizado em Cuiabá, no Centro Político Administrativo, nos dias 26 e 27 de junho de 2024, em Cuiabá. Além disso, reunirá toda a cadeia produtiva do setor na região centro-oeste em busca de soluções e aprimoramentos. Ele é organizado pelo Grupo FRG Mídias & Eventos e apoiado pelo SINDENERGIA MT.

Tiago Fraga, CEO do Grupo FRG Mídias & Eventos, pontua que o evento trará um grande networking para quem já está no setor, bem como deve atender médios e grandes consumidores de energia, abordando novas tecnologias. “O Fórum GD vai trazer as últimas inovações, as últimas tendências e oportunidades de negócios que estão disponíveis no setor. Vamos falar de projetos 0 grid, vamos falar de sistemas isolados, armazenamento de energia. Vamos falar muito sobre o armazenamento de energia dentro das oportunidades de geração distribuída e o mercado livre de energia” ressalta Fraga.

A geração distribuída de energia elétrica tem mostrado um crescimento notável na região Centro-Oeste do Brasil. Segundo dados recentes da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a região já conta com 4,7GW de potência instalada em geração distribuída, atendendo mais de 370 mil unidades consumidoras nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal.

O Mato Grosso, por sua vez, se destaca como líder regional com 1,8GW de potência instalada, seguido pelo Mato Grosso do Sul com 1,6GW e Goiás com 1,3GW. O Distrito Federal, embora menor, contribui com 413kW. Esse avanço demonstra a importância estratégica da geração distribuída para a segurança e eficiência do sistema energético nacional.

Geração distribuída e a fonte solar

Com o potencial brasileiro expressivo, a geração distribuída, que inicialmente visava atender ao consumo próprio dos chamados pro-consumidores, agora desempenha um papel crucial como geradora de energia para todo o sistema.

Ao incorporar tecnologias como baterias para armazenamento, ela ainda garante uma oferta imediata de energia conforme as necessidades do sistema, aumentando assim a segurança e a resiliência, especialmente durante interrupções no fornecimento de hidrelétricas.

A fonte solar, no entanto, é atualmente a principal impulsionadora da GD no Brasil. O país se tornou uma potência global em energia fotovoltaica, posicionando-se como o 6º maior mercado mundial e o 4º que mais adicionou capacidade instalada em 2023, segundo a Aneel.

Sobre o Fórum GD Centro-Oeste

“O evento vai atender as expectativas de médios e grandes consumidores de energia e também aquele tradicional networking para quem já está no setor que vai lutar de frente aí com os maiores players, principais especialistas do setor de geração distribuída com fontes renováveis” explica Tiago Fraga.

Já entre os patrocinadores que viabilizam o evento, por outro lado, estão empresas líderes no setor, onde todos os participantes poderão ter contato.

Na categoria Diamante: >Diamante: PHB, Edeltec, Enersim, Hypontech; Master: Embrastec, Inoxpar, WEG, ODEX, Studio Solar; Ouro: Trael, NTC Somar, Ae Solar, Fotus, Hopewind, Soollar, Ourolux; Esmeralda: Trina Solar; Platina: Sofar; Prata: WebConecte; Bronze: CGP;

Fraga reforça ainda o compromisso e o pioneiro do Grupo FRG para com os eventos renováveis do Brasil e da América Latina.

“Lembrando sempre que todos os eventos do Grupo FRG tem o compromisso de neutralizar as emissões. Então é mais uma etapa que o Grupo FRG vem cumprindo. Mais uma vez com pioneirismo e deixando seu legado para que quem tem interesse neste setor, possa sempre encontrar no Grupo FRG aquilo que procura” finaliza ele.

Deixe uma resposta