Vereadora denuncia descaso na educação em Acorizal

242

Ao programa de TV em Cuiabá, Roberto França, na última terça-feira (5), a vereadora Maria Auxiliadora, que é servidora pública da educação municipal, em Acorizal, enviou um áudio ressaltando os problemas enfrentados pelos professores da rede de ensino municipal. De acordo com a vereadora, a prefeitura não tem repassado os valores descontados dos profissionais para o INSS, não paga a RGA há mais de três anos, não paga os salários de forma integral e age de forma truculenta com ameaças contra os profissionais. Segundo a vereadora, os professores contratados deveriam receber o nacional de R$ 4.500,00, mas a prefeitura paga R$ 2.700,00, tendo ainda, descontos de R$ 200.00. No entanto, o desconto não aparece no INSS. Além disso, a prefeitura paga os professores sem contrato por meio de Pix. “Esses professores não têm holerite, direito a um terço das férias, decimo terceiro. Eles estão sem amparo dos seus direitos e ainda têm descontos no pix e o valor não está indo para o INSS, que poderia garantir uma aposentadoria futura”, denunciou a vereadora.

A vereadora afirmou também, que os professores não têm se quer, papel para desenvolver as atividades nas salas de aula, porque a prefeitura não quitou os débitos com os fornecedores de material escolar. “Eles não pagaram as despesas que compraram por mais de três anos e agora a prefeitura não tem credibilidade para adquirir material escolar”, afirmou Maria.

Ela reforçou que a categoria está com os salários defasados desde que a atual gestão assumiu o município. “Estamos com salários em defasagem, não tivemos reajustes”, afirmou Maria Auxiliadora.

“É uma vergonha, num descaso total por parte do prefeito e do secretário de educação, estamos enfrentando a forma arbitraria do secretário Bodão que vai cortar salários no ano que vem. Os professores estão realizando trabalho escravo na atual administração em Acorizal”, alertou Maria.

No início da semana, a categoria dos profissionais do ensino se reuniu para um ato de paralisação das atividades realizado pela Subsede do Sintep, em Acorizal, que tem o presidente, Enedino Thomaz da Silva.

Deixe uma resposta