Condôminos fazem evento para quitar dívidas de prédio

26
Moradores de um prédio de classe média, construído há mais de 30 anos, localizado no bairro Áraes, em Cuiabá, se reuniram neste domingo (10) para se confraternizarem e também arrecadarem fundos para quitar as contas do condomínio.
A garagem se transformou em área de lazer, e os convidados pagaram pelas bebidas e pelo prato principal, – a galinhada.
Desta forma, cerca de 60 moradores que residem no edifício de 7 andares com 4 apartamentos cada, conseguiram um “extra” pra complementar os R$ 500 reais pagos na taxa mensal de condomínio, que segundo o advogado Marcondes Novack não é o suficiente para cobrir as despesas.
“A gente tem uma limitação orçamentária, uma certa dificuldade em fazer o reajuste da taxa de condomínio, até pela questão da situação financeira dos moradores, a maioria deles são aposentados e têm uma certa dificuldade no orçamento”, afirma Novack, que já foi síndico do prédio.
O advogado acrescenta que o valor das despesas foi maior que o reajuste do salário mínimo. “A energia,por exemplo, teve 04 reajustes nos últimos anos, o que duplicou o valor da conta. Ainda temos os gastos com material de limpeza, manutenção do elevador e a folha de pagamento de 04 funcionários. Então sempre estamos no déficit, e precisamos nos reorganizar e buscar alternativas para equilibrar a conta do condomínio e evitar sacrificar o orçamento dos moradores ou despedirmos algum colaborador”.
Para a síndica do local, Mara Jurema de Almeida,  a iniciativa é uma forma, que deu certo, de driblar a crise financeira, e os condôminos planejam realizar outros eventos com o mesmo propósito no decorrer do ano.
A autônoma Elizabeth Aparecida Pinheiro é uma das moradoras que apoiou a iniciativa. “Conseguimos colocar dinheiro no caixa que estava zerado, e confraternizar com os atuais e ex-moradores”, pontua.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta